top of page
tranzine.gif

Edição #10
Rio de Janeiro, 2007

podcast.jpg
DKANDLE_Tranzine.jpg

“DKANDLE tece paisagens sonoras transcendentes vibrantes e multicoloridas, misturando texturas Shoegaze difusas e reverberantes, meditações Dream Pop hipnotizantes, tons Grunge lamacentos e tensões Post-punk temperamentais, intensificadas com lirismo comovente e vocalizações emotivas e pensativas”

carrano_edited.jpg
canto_edited.png

TAGS: ativismo, cultura, literatura

LIVRO CASSADO – CLUBE SELETO
Austregésilo Carrano Bueno

No contexto da história da humanidade, todas as épocas tiveram seus inovadores, pesquisadores, incompreendidos e inconformados que nunca aceitaram uma verdade absoluta incontestável. Por isso, pagaram os preços que cada mentalidade vigente de época lhes cobravam. Mas são graças a esses heróis inovadores das ideias que a humanidade vem caminhando e se renovando. Esses iluminados pagaram com suas vidas, muitos torturados antes do aconchego da morte, por defenderem o que realmente acreditavam.  

A evolução do pensamento humano tem seguido esse ritmo durante suas épocas. Um ritmo que muitas vezes é violento, chegando ao ponto de nos colocar muitas vezes na rabeira da história. Se pegarmos partes isoladas de diversas épocas, veremos que os inovadores, pesquisadores, pensadores, alquimistas, bruxos, escritores, pintores, atores, músicos, enfim, os que não se entregaram ao marasmo das ideias que ditam o que seja a verdade insofismável, foram punidos, em várias etapas e épocas. Jogaram-nos nas prisões, porões, calabouços, torres e vários depois eram queimados, enforcados, fuzilados, cassados, expulsos, humilhados e alguns anos ou séculos depois endeusados, chamados de gênios da humanidade, os selecionados.  

Se pegarmos no contexto apenas o Século passado, veremos que a Revolução Comunista defendia a igualdade de direitos, mas também extrapolava no julgamento dessas igualdades, em confronto do capitalismo exagerado na aquisição de bens materiais individuais ou apenas para um determinado grupo de pessoas. Veremos que nesses dois contextos todos tiveram seus contestadores, inovadores, pesquisadores, escritores e artistas que foram também perseguidos e punidos, como se fazia em outras épocas passadas, como por exemplo nas Inquisições Religiosas e etc. E neste século que se inicia, acompanhamos as mesmas normas e regras impostas por esses ditadores da moral, da religião, da política, da justiça, que persistem em ditar suas verdades insofismáveis em suas pequenas evoluções como Seres Pensantes, mas poucos Humanos. E ai de quem se opõe às suas ideias que ditam como sendo as únicas de moral, religião, política, justiça e verdade. São punidos como na Grécia Antiga, na Idade Média, no Século Passado, ou neste Século que iniciamos. São cassados, perseguidos, impedidos, isolados, presos, hospitalizados, expulsos, humilhados, torturados e mortos. Basta olharmos as intolerâncias de nossos dias atuais, no Oriente e no Ocidente, as imposições de vontades, ideias, religião, políticas, força, dinheiro, moral, verdades e até éticas.  

Mas nesses banhados de lodo, surgem sempre em todas as épocas pessoas que conseguem tirar um pouco do lodo de seus olhos e mentes, e não se acomodam como fazem a grande, grande mesmo, maioria dos que se tornam coniventes com essas situações, fazendo o marasmo acasalar com a mesmice. Graças a esse Seleto Grupo de Pessoas em todas as épocas é que conseguimos apimentar esse casamento do marasmo com a mesmice. Criamos em muitos desses casamentos à vontade de mudanças, criatividade e iniciativas para se concretizar os sonhos de uma coletividade mais solidária. Somos punidos também por sonharmos com essas possibilidades de um mundo, não quero ser um presunçoso repetitivo e nem piegas, mas sim, sonharmos com um mundo melhor para todos os seres vivos, humanos e animais. E às vezes até sonho com esses filmes de ficção onde a Terra sofre ameaça de invasão de Aliens, e existem apenas os Humanos unidos para impedir essa invasão. Será que só será possível essa união de raças e objetivos se enfrentarmos uma ameaça dessas das ficções cinematográficas? Porque continuamos escravos de grupelhos, que visam apenas os seus valores egoísticos, e fazem de tudo para se manterem no poder, como deuses intocáveis.  

Meu livro acaba de ser CASSADO. Não escrevi o livro para denegrir a imagem de ninguém, e muito menos de uma profissão que tenho o maior respeito, que é a psiquiatria. Por que então esses grupelhos entenderam, e sentiram-se apavorados a ponto de cassarem minha Obra Literária? Por eu ser um desses que contestam suas verdades insofismáveis em seus diagnósticos e pareceres de catedráticos donos do Saber incondicional. Muitos, eu sei que estão vibrando com a cassação do livro "Canto dos Malditos" por acharem que suas verdades foram ameaçadas e criticadas. Um ex-louco, ou louco ainda, colocando-os numa transparência suas ações e desleixos que são escondidos dentro dos muros fétidos dos Hospícios. Não sou o único, eu sei, e também sei que não serei o último, mas porque agora acham que seja o momento oportuno para tomarem essa atitude, como está mencionando o advogado dos meus algozes em entrevista à imprensa. No meu ver essa atitude é de meros coadjuvantes que querem aparecer em cima do ator principal. É uma atitude infeliz tanto do Judiciário de meu Estado como os envolvidos no processo todo. Deram-me de graça uma arma poderosa, caríssima, com muito poder de persuasão, que é a mídia. Um livro que já provou o que tinha que provar, estava sua circulação para morna tornando-se quase fria, pois nossa sociedade tem memória curta, e agora eles apagam a migalha de fogo com gasolina. Quero aqui agradecer de coração mais esta grandiosa oportunidade que me deram, para continuar a chamar a Razão do Povo Brasileiro da necessidade Urgente de Realizarmos a Reforma Psiquiátrica no Brasil.  

Obrigado a todos envolvidos que devem ter lutado como leões na CASSAÇÃO da Obra Literária de Minha Autoria, o Seleto Livro "CANTO DOS MALDITOS", que acaba de entrar para a história da Literatura Brasileira como sendo uma Grande Obra da Literatura Clandestina de nossa época. Vocês, os Caçadores de Livros, suas espertezas não me causam ciúmes e tampouco rancores. Continuem, cassem mais livros, e queime-os, isto é bom para toda uma comunidade, que mostra o seu valor a Cultura. Vamos queimar em praça pública, ou em frente ao Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, os últimos exemplares do perigoso Livro "Canto dos Malditos", cheio de injúrias e calúnias sobre as atitudes elogiáveis de confinar, drogar, e usar como cobaias os seus pacientes, que denigre as imagens e bustos dos mestres Donos do Saber Insofismável. Para vocês cassarem também, caso não saibam, tenho um segundo Livro intitulado "TEXTOS – TEATRO"; são seis peças para Teatro, duas já montadas em São Paulo, e um dos Textos premiado na ECO 92. Caso não seja suficiente, cassem mais esse meu livro também, com a ajuda de Deus estou lançando outro livro até o final do ano, com o título de "FILHAS DA NOITE". É, acho que vocês terão muito trabalho para muitos anos correndo atrás da caça de meus livros... a não ser que cassem também o meu direito de escrever, cagar e vomitar. Acho que vou lhes dar trabalho até o final das suas medíocres existências.  

Parabéns a todos os envolvidos na Cassação da Preciosa e Clandestina Obra Literária, espero que não seja a única, e se for, vou pensar que é perseguição de pessoas mesquinhas, que são dignas de pena, e vou rezar com todo fervor pela pobreza de valores que vivem suas almas.

Saudações Antimanicomiais.

 

Austregésilo Carrano Bueno
Escritor, Ator, Dramaturgo, Ex-Paciente-Cobaia Psiquiátrico.
Sua história inspirou o filme "Bicho de Sete Cabeças".

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR GRATUITAMENTE O LIVRO

EDIT 2024: Infelizmente o Austregésilo veio a falecer em 27 de maio de 2008.
Que ele Descanse Em Paz.

O que achou do tema?
Faça um comentário
abaixo

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR:

DÊ-NOS UM ESPAÇO!
Um pedido?
Não, um direito

"ODE" AO
SER HUMANO

By John Locke

bottom of page